Voto

Voto

02/10/2018

Então. Às vésperas das eleições, acho que já está tudo mais ou menos definido, todos sabem em quem votar, todos têm seus idealismos e já não cabe mais a ninguém tentar mudar isso, né? Porém eu gostaria de mandar um último recadinho.

Você, que tem uma situação financeira razoável, educou seus filhos em um colégio particular, deu tudo o que eles queriam, tentou dar uma formação religiosa, mas são ou serão adolescentes e disso você não vai conseguir fugir. Me ouça: adolescentes são rebeldes e nem sempre te obedecem à risca. Eles necessitam se enturmar com outros adolescentes, querem namorar, querem beber, querem se divertir. Mas o filho do seu colega machista, que criou o filho falando “prendam suas cabritas que meu bode está solto!”, também estará lá. Eu só posso te dar um conselho: Ensine sua filha a não ser feminista…. ensine-a a ser submissa e concordar com o que o garanhão pedir. Ensine-a a ser estuprada e ficar calada, a apanhar na frente dos outros e não revidar, não gritar, não denunciar. Porque o filho do seu colega machista vai ter uma arma e aprendeu com o pai que mulher tem que levar porrada, tem que ser submissa, tem que ganhar menos, não pode engravidar se estiver trabalhando; Se for negra, tem que alisar os cabelos para disfarçar e tem que se colocar “em seu lugar”. Talvez o pai não tenha ensinado com palavras, e sim com ações. Ele vê o jeito que sua mãe é tratada todos os dias e mantém o sorriso triste nos lábios, junto ao olho roxo.

Se sua filha for retada, independente e dona do próprio nariz, e disser não ao filho do seu colega, ele vai bater nela, vai matá-la como se mata um porco, ele nunca vai respeitar nenhuma mulher, por que respeitaria as da sua família? Pior ainda se seu filho for gay, e estiver se escondendo no armário por medo da sua “educação” (leia-se porrada). Ele vai morrer…. porque os enrustidos percebem os semelhantes e querem destruir aquilo que não querem ser. Eles vão saber que seu filho enrustido é homossexual e vão bater nele, humilhá-lo e matá-lo também. Ah, mas você não vai se importar, não é mesmo? Melhor ele morto do que chorar no chuveiro… é isso. E você ficará se perguntando quando seu filho “virou gay”, e eu te rebato a pergunta: quando você virou hétero?

Seu filho de 18 anos vai pedir seu carro emprestado e vai fazer uma barbeiragem no trânsito. Porém talvez não dê tempo de te ligar. O motorista do carro fechado pode ter uma arma e estar em um mau dia… e seu filho estará com uma bala na cabeça, antes que ele entenda o que aconteceu. Ah, ele tem moto? Pior um pouco. O cidadão de bem que vai virar assassino assim que liberarem as armas, pode achar que seu filho é um ladrão chegando de moto e dar um tiro nele.

Mas você sabe de todos os riscos, não sabe?

Eu teria muito mais a dizer, mas não tenho tempo nem paciência. Todos sabem a verdade, só não querem vê-la porque é mais fácil seguir a massa. A todos eu desejo boa sorte e boas escolhas. Não à violência, não ao discurso de ódio.

Deixe uma resposta